domingo, 16 de novembro de 2008

8º ano (7ª série) - TEXTO: BRASIL, QUAL É A TUA CARA?

Conforme combinado as respostas poderão ser postadas até quinta-feira 20/11/2008 às 18h


Bom trabalho a todos.


Antes de responder às questões, na primeira folha do xerox há alguns questionamentos, abaixo do título. Faça as respostas deles por meio de um pequeno parágrafo entre 05 e 10 linhas. Pode orientar-se pelas perguntas e responder em forma de texto.


1. As três personalidades expressam seus pontos de vista sobre o que é identidade nacional. Com qual das opiniões você mais se identificou? Por quê?


2. Os textos, cujos autores são pessoas de referência no cenário artístico nacional, foram publicados numa revista dirigida a um público específico. Com que finalidade essas opiniões podem ter sido publicadas nessa revista?


3. Para formular sua opinião, a cantora Beth Carvalho utiliza a frase “O brasileiro é antes de tudo um forte”, que nos remete à frase “O sertanejo é antes de tudo um forte”, expressa por Euclides da Cunha, grande escritor brasileiro, no livro Os sertões.


a) Que sentidos podem ser atribuídos ao emprego dessa frase pela autora?


b) Você concorda com o emprego dessa frase para referir-se ao povo brasileiro? Justifique sua resposta com exemplos de situações observadas, conhecidas ou vividas por você.


4. O artista Emanoel Araújo revela, ao emitir sua opinião sobre a identidade nacional, um certo tom de indignação.


a) O que ele considera como inaceitável?


b) Que exemplos históricos ele utiliza para justificar a sua indignação diante dessas idéias?


c) Quais são as características que, segundo ele, identificam o povo brasileiro?


d) Você concorda ou discorda da opinião do artista plástico? Comprove sua resposta com exemplos de situações do cotidiano observadas em sua cidade, região, comunidade etc.


5. O comediante Renato Aragão afirma que “às vezes o Brasil parece ser um país de Primeiro Mundo. Às vezes, o de último.”

a) Em que aspectos, na sua opinião, o nosso país parece pertencer ao Primeiro Mundo?


b) Como embaixador da Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), a que questões dos país Renato Aragão se refere quando emprega a palavra último?


c) Que conseqüência essa incerteza traz à formação da identidade do povo brasileiro?


6. O final de cada texto apresenta uma afirmação do posicionamento dos autores e um estímulo à reação do leitor.


a) O que todos eles afirmam?


b) De que forma a publicação do posicionamento dessas pessoas pode interferir na opinião do leitor?

4 comentários:

Luís Felipe disse...

Luís Felipe G. Molina:

* O povo brasileiro é um povo muito guerreiro, que enfrente as diversidades com a cabeça erguida. Essa vontade de vencer os problemas de nossa nação é de se orgulhar. As personalidades devem abordar a força, a vontade de vencer dessas pessoas e devem “colocar o dedo na ferida” também, abordando temas como a miséria no Brasil. O povo brasileiro deve ter orgulho de sua força de vontade, garra e coragem de enfrentar problemas, mas devem rever alguns conceitos como atos impulsivos de violência, discriminação e seriedade de compromissos no caso dos políticos.

1. A opinião de Renato Aragão, que mostra que apesar do brasileiro ser um povo maravilhoso é preciso que façam eles mostrarem o lado maravilhoso.

2. Elas podem influenciar nas decisões de determinado publico abordado pela revista e mostrar como é que o brasileiro se vê.

3.a) O povo brasileiro é forte, sem exceção deste ou daquele. Se tratando de brasileiro, não só o sertanejo é forte, mas todo o povo.

3.b) Sim. Todos brasileiros, sem distinção, tem essa característica no sangue. Mas como disse Renato Aragão é preciso fazê-los mostrá-la.

4.a) Usar adjetivos para se referir a identidade nacional do tipo: indolência, submissão e malandragem.

4.b) A exploração dos colonizadores do Brasil sobre os nativos e que eles não se abateram e não foram preguiçosos e participaram de várias etapas do trabalho brasileiro, ao contrário do “homem branco”.

4.c) A garra e a criatividade além do povo brasileiro perdoar e não guardar magoa nem rancor.

4.d) Concordo. No geral, tanto na minha cidade ou comunidade, mesmo em todo o país o brasileiro é um povo que sabe perdoar e é um povo de muito afeto uns com os outros e não pessoas “frias”.

5.a) O Brasil é Primeiro Mundo na economia, na fabricações de aviões.

5.b) Na pobreza que aqui existe, na grandes diferenças econômicas, na péssima educação aqui lecionada e na política empregada.

5.c) O povo brasileiro tem sim uma identidade, mas com essas diferenças que o Brasil tem, com um pé no primeiro mundo e o outro no último, fica difícil mostrá-la.

6.a) Nossa cultura, identidade é muito diversificada e maravilhosa mas o folclore em torno da indolência e um dos pés no último mundo não a mostra devidamente.

6.b) Os leitores, agora através de personalidades, poderão repensar os atos que fazem o Brasil ter um pé no “atraso”.

Anônimo disse...

Nós somos brasileiros, brasileiros fortes. O povo brasileiro tem estampado no rosto a felicidade, tem várias culturas interessantes e muita música.Eu me orgulho de ser brasileiro. Mesmo quando acontece alguma coisa ruim, estamos sempre de cabeça erguida, com bom humor e tentando solucionar os nossos problemas. Eu só espero que nos próximos anos haja uma melhora no Brasil, para que não exista mais injustiça social, falta de esperança e tanta miséria, como pudemos observar na fala do Renato Aragão. Eu tenho certeza de que conseguiremos, pois eu acredito que os jovens serão vistos como parte da solução dos problemas que o nosso país enfrenta. Estou otimista com o futuro e o Brasil é um país maravilhoso, e o brasileiro é antes de tudo um forte!



1.R: Com a do Renato Aragão, pois realmente a miséria é um fator muito importante, quando se trata da identidade de uma nação como
um todo.

2.R: Com a finalidade de que a população em geral se comova e tente um modo de adequar-se à identidade que realmente pertence ao povo brasileiro.

3.a. R: O brasileiro é capaz de superar tudo que acontece com ele, e está sempre pronto para começar de novo.

3.b.R: Concordo. Os agricultores, por exemplo, estão sempre prontos para buscar na natureza o que ela pode lhe oferecer, mesmo com as dificuldades com a falta de chuva. Outra situação que mostra que o brasileiro é forte, são os idosos que estão voltando para as escolas para estudar. A luta das famílias no Rio de Janeiro e São Paulo para manter as crianças nas escolas que estão sendo destruídas por traficantes.

4.a.R:Ele considera inaceitável dizer que o brasileiro é preguiçoso, indolente.

4.b.R: O brasileiro varou matas, trabalhou em minas, deu o sangue nas fazendas de açúcar, café, e serviu à preguiça dos colonizadores.

4.c.R: Capacidade de não guardar rancor, de perdoar, de deixar mágoas para trás.

4.d.R: Os trabalhadores rurais que muitas vezes são explorados por seus patrões. O preconceito em contratar pessoas com mais idade e deficientes físicos nas empresas.

5.a.R: O sistema de votação do nosso país é o mais avançado.
Equipamentos de alta tecnologia utilizados na agricultura.

5.b.R: Com tanta injustiça social, miséria, falta de esperança, o Brasil fica em último lugar.

5.c.R: O brasileiro às vezes nem sabe quem ele é porque passa por tantas necessidades, injustiça e desigualdade que ele se perde em sua identidade.
6.a.R: Eles afirmam que a identidade do povo brasileiro está sendo muito maltratada por falta de emprego, pela fome, miséria. O brasileiro não pode ter vergonha de ser o que é, e os jovens são o estímulo para superar os problemas que todos queremos solucionar.

6.b.R: Essas três personalidades são muito conhecidas e influentes, assim elas podem chamar a atenção de vários públicos e levá-los a refletir sobre a situação real do povo brasileiro.


Régis Garrido Barbosa

Anônimo disse...

Professor Anderson, mais uma vez um belo trabalho! Espero que esta combinação exposta nos três textos de 'nossos artistas', seja capaz de levar os estudantes brasileiros a novos pensamentos e atitudes, e que chegando ao final de mais um ano, possamos ter sido exatamente como Emanoel Araújo nos identificou. Que sua dedicação professor, continue sendo a de um forte brasileiro!

Raquel Garrido.

Leticia disse...

Brasil, nação de um povo miscigenado,persistente e trabalhador.O brasileiro é principalmente um "vencedor" por conseguir sobreviver a toda miséria e injustiça social que está havendo no Brasil atual.A falta de esperança dos brasileiros aumentou,mais vamos superar isso como povo forte que sempre fomos.

Respostas:
1)Eu me identifiquei mais com a opinião do Renato Aragão,pois o Brasil possui uma natureza privilegiada e a miscigenação que faz parte da nossa vida.

2)Para os brasileiros darem mais valor em sua nação.

4)a) Ele considera "inceitável pensar a identidade nacional com adjetivos relacionados à indolência,à submissão,à malandragem."

4)c)A capacidade de não guardar rancor,de perdoar,de deixar mágoas para trás.

6)a)Todos afirmam que a nossa identidade existe,maltratada e muitos tentam pulveriza-la.