quinta-feira, 26 de março de 2009

8º ano (7ª série) - TEXTO

Conforme combinado as respostas deverão ser postadas até dia 31 de março de 2009 (terça-feira) às 17h30m


Bom trabalho a todos.


1-) O autor faz uma contraposição entre dois tipos de prazer: o prazer gratuito e o prazer comprado.

a-) Segundo o ponto de vista dele, quais dos itens seguintes definem o prazer gratuito?

• O prazer é físico, relaciona-se com o corpo.
• O prazer está em ter um corpo bonito.
• O prazer é feito de coisas simples.
• O prazer consiste em descansar, desligar-se e relaxar.

b-) De acordo com esse conceito, uma pessoa pobre pode ter prazer? Por quê?

c-) Qual dos dois tipos de prazer é mais valorizado socialmente? E por que isso ocorre, segundo o texto?


2. Segundo o texto, o prazer comprado não é espontâneo, mas induzido.
a-) Qual é o papel dos meios de comunicação na promoção dos "prazeres comprados"?

b-) Por que, na opinião do autor, o prazer comprado está ligado ao narcisismo e à competição?
c-) Quais são os três exemplos citados pelo texto como "prazeres narcisistas"?


3-) O autor afirma que vivemos numa cultura atroz, que nos impõe padrões de beleza. Contudo, afirma que não vivemos a "ditadura do corpo", mas o "massacre da indústria e do comér¬cio". De acordo com o texto:

a-) Quando são transmitidos padrões de beleza física, existe uma preocupação com a saúde das pessoas? Por quê?


b-) Você vê diferença entre ser vítima da "ditadura do corpo" e vítima o "massacre da indústria e do comércio"?

4-) Compare estes trechos do texto:

• "Relaxar, descansar, despreocupar-se, desligar-se da competição, da áspera luta pela vida — isso é prazer."
• "Estamos preocupados em marcar a diferença, em afirmar uma hierarquia social, em ser distintos da massa."

Os dois trechos, direta ou indiretamente, tratam da relação entre competição social e prazer.

a-) Qual desses trechos se refere à competição como obstá¬culo ao prazer?

b-) Qual deles sugere que o prazer está na própria competi¬ção?


5-) Observe, agora, os trechos destacados nestes dois fragmentos:

• "O único valor coerente que essa cultura apresenta é o narcisismo. Vivemos voltados para dentro, à procura de mundos interiores (ou mesmo vidas anteriores)."
• "Estamos atrás de uma beleza frenética, de um padrão externo, fabricado"

No 1° trecho, o autor enfatiza a busca de "mundos interiores" e, no 2°, de um "padrão externo". Há contradição nas afirmações do autor? Explique por quê.


6-) No último parágrafo, o autor afirma que a relação entre beleza e ócio (a negação do trabalho) é
histórica. De acordo com o texto:

a-) Por que as mulheres gordinhas eram consideradas bonitas no Renascimento (século XVI)?

b-) Por que as mulheres brancas e pálidas eram consideradas o ideal de beleza no Romantismo (século XIX)?

c-) E hoje qual é o ideal de beleza feminina?

d-) Qual é a relação entre esse ideal de beleza e o ócio, hoje?

7-) Leia estes fragmentos:

• "Precisam da nossa impotência, da nossa insegurança, da nossa angústia."
• "O que se vende não é um sonho, mas um fracasso, uma angústia, uma derrota."

De acordo com esses fragmentos, qual das seguintes afirmações é correta?

a-) A indústria da vaidade não apenas interfere nos comportamentos e modismos, mas também acaba influenciando a condição psicológica das pessoas.

b-) A indústria da beleza realiza o sonho daqueles que, por falha da natureza, são desprovidos de beleza.

c-) Se a indústria da beleza tem tantos consumidores, é porque ela tem atendido aos interesses deles satisfatoriamente.

d-) O autor se refere à nossa cultura como atroz porque os fracassos de nossos "sonhos de beleza" são a sustentação da indústria da vaidade.


8-) Qual dos itens abaixo sintetiza melhor as idéias do texto?

a-) O texto faz uma crítica ao narcisismo.

b-) O texto discute e critica os comportamentos narcisistas de uma sociedade competitiva.

c-) O texto denuncia a manipulação dos meios de comunicação, que criam necessidades de consumo relacionadas a padrões de beleza.

d-) O texto faz uma crítica à mentalidade narcisista, consumista e competitiva da sociedade — largamente difundida pelos meios de comunicação —, que tem transformado o prazer comprado na única forma válida de prazer.

4 comentários:

Amanda disse...

1) a) O prazer é feito de coisas simples.

b) Sim, porque passeios românticos, com os filhos também dão prazer.

c) O prazer comprado, pois as pessoas agora valorizam a aparência e não a felicidade.

2) a) Relatar as pessoas que só é feliz quem faz compras.

b) Porque é uma fonte de domínio dos seres humanos, e quem faz as “melhores” propagandas vende maiôs.

c) Voltados para mundos interiores.
Esoterismo.
Cursos de autoconhecimento.

3) a) Não, pois para os “gordinhos” emagrecerem rapidamente eles ficam sem comer.

b) Mínima, pois você compra remédios para emagrecer, aparelhos de ginástica.

4) a) A primeira frase.

b) A segunda frase.

5) Sim, pois mundos interiores indicam que as pessoas querem se conhecerem, forma física que há uma grande ilusão.

6) a) Porque não trabalhavam.

b) Porque se não fossem “clarinhas” era porque eram escravas.

c) A magérrimas.

d) Hoje as mulheres trabalham demais ou vivem na academia, não acontece como naquela época.

7) a)
8) d)

Luany disse...

1. a) • O prazer é feito de coisas simples.

b) Claro , são coisas simples que qualquer um pode ter , independente da classe social.

c) O prazer comprado , pois a mídia faz muita “pressão” para o consumidor ter aquilo que se anuncia .

2. a) Os meios de comunicação fazem com que todos achem aquele prazer fantástico,por isso todos querem ter esses prazeres que “passa na televisão”.

b) Porque ele acha que é como se estivéssemos voltados para dentro ,á procura de mundo interiores, que é algo que não acaba nunca , que apenas muda .

c) As filhas precisam ser Xuxas, as namoradas precisam ser modelos que desfilam em Paris , os homens não podem assumir sua idade.

3. a) Não , pois se isso existisse essa tal preocupação as pessoas não iriam poluir,por exemplo , pois a poluição pode “arrebentar” os pulmões .

b) Não existe exatamente uma diferença ,pois a maioria das pessoas faz tantas coisas para o corpo por causa da mídia .


4. a) • “Relaxar, descansar, despreocupar-se, desligar-se da competição, da áspera luta pela vida — isso é prazer”.

b) • “Estamos preocupados em marcar a diferença, em afirmar uma hierarquia social, em ser distintos da massa”.

5. a) Sim , pois uma hora ele diz que é externo , outra diz que é interno .


6. a) Para mostrar que elas não trabalhavam .

b) Porque quem era de pele mais escura , viva a escravidão

c) Ser alta , magra . Até que a cor de pele não importa tanto .

7. a-) A indústria da vaidade não apenas interfere nos comportamentos e modismos, mas também acaba influenciando a condição psicológica das pessoas.


8. d-) O texto faz uma crítica à mentalidade narcisista, consumista e competitiva da sociedade — largamente difundida pelos meios de comunicação —, que tem transformado o prazer comprado na única forma válida de prazer.

Caio César disse...

1-) O autor faz uma contraposição entre dois tipos de prazer: o prazer gratuito e o prazer comprado.

a-) Segundo o ponto de vista dele, quais dos itens seguintes definem o prazer gratuito?

• O prazer é físico, relaciona-se com o corpo.
• O prazer está em ter um corpo bonito.
• O prazer é feito de coisas simples.
*• O prazer consiste em descansar, desligar-se e relaxar.

b-) De acordo com esse conceito, uma pessoa pobre pode ter prazer? Por quê?
R -) Sim. Porque para descansar, fazer coisas simples não precisa ter dinheiro.
c-) Qual dos dois tipos de prazer é mais valorizado socialmente? E por que isso ocorre, segundo o texto?
R -) O prazer que se compra, para se exibir, se competir.

2. Segundo o texto, o prazer comprado não é espontâneo, mas induzido.
a-) Qual é o papel dos meios de comunicação na promoção dos "prazeres comprados"?
R -) A propaganda
b-) Por que, na opinião do autor, o prazer comprado está ligado ao narcisismo e à competição?
R -) Porque faz com que você esteja sempre se comparando os outros ou até mesmo aos artistas.
c-) Quais são os três exemplos citados pelo texto como "prazeres narcisistas"?
R -) Comprar produtos dietéticos, produtos de beleza, e roupas

3-) O autor afirma que vivemos numa cultura atroz, que nos impõe padrões de beleza. Contudo, afirma que não vivemos a "ditadura do corpo", mas o "massacre da indústria e do comér¬cio". De acordo com o texto:

a-) Quando são transmitidos padrões de beleza física, existe uma preocupação com a saúde das pessoas? Por quê?
R -) Não. Porque às vezes para as pessoas ficarem magras, ficam sem comer, tomam remédios e isso não é saudável.

b-) Você vê diferença entre ser vítima da "ditadura do corpo" e vítima o "massacre da indústria e do comércio"?
R -) Não
4-) Compare estes trechos do texto:

• "Relaxar, descansar, despreocupar-se, desligar-se da competição, da áspera luta pela vida — isso é prazer."
• "Estamos preocupados em marcar a diferença, em afirmar uma hierarquia social, em ser distintos da massa."

Os dois trechos, direta ou indiretamente, tratam da relação entre competição social e prazer.

a-) Qual desses trechos se refere à competição como obstá¬culo ao prazer?
R -) Estamos preocupados em marcar a diferença, em afirmar uma hierarquia social, em ser distintos da massa.
b-) Qual deles sugere que o prazer está na própria competição?
R -) Relaxar, descansar, despreocupar- se, desligar-se da competição, da áspera luta pela vida – isso é prazer.

5-) Observe, agora, os trechos destacados nestes dois fragmentos:

• "O único valor coerente que essa cultura apresenta é o narcisismo. Vivemos voltados para dentro, à procura de mundos interiores (ou mesmo vidas anteriores)."
• "Estamos atrás de uma beleza frenética, de um padrão externo, fabricado"

No 1° trecho, o autor enfatiza a busca de "mundos interiores" e, no 2°, de um "padrão externo". Há contradição nas afirmações do autor? Explique por quê?
R -) Sim. Nº 1º é o autoconhecimento que faz bem só para a pessoa e o 2º o externo, onde serve para mostrar aos outros.

6-) No último parágrafo, o autor afirma que a relação entre beleza e ócio (a negação do trabalho) é
histórica. De acordo com o texto:

a-) Por que as mulheres gordinhas eram consideradas bonitas no Renascimento (século XVI)?
R -) Porque isso mostrava que elas não trabalhavam.
b-) Por que as mulheres brancas e pálidas eram consideradas o ideal de beleza no Romantismo (século XIX)?
R -) Porque as mais escuras já significava escravidão e trabalho.
c-) E hoje qual é o ideal de beleza feminina?
R -) Ser magra, bronzeada, ter roupas de marca...
d-) Qual é a relação entre esse ideal de beleza e o ócio, hoje?

7-) Leia estes fragmentos:

• "Precisam da nossa impotência, da nossa insegurança, da nossa angústia."
• "O que se vende não é um sonho, mas um fracasso, uma angústia, uma derrota."

De acordo com esses fragmentos, qual das seguintes afirmações é correta?

a-) A indústria da vaidade não apenas interfere nos comportamentos e modismos, mas também acaba influenciando a condição psicológica das pessoas.

b-) A indústria da beleza realiza o sonho daqueles que, por falha da natureza, são desprovidos de beleza.

c-) Se a indústria da beleza tem tantos consumidores, é porque ela tem atendido aos interesses deles satisfatoriamente.

*d-) O autor se refere à nossa cultura como atroz porque os fracassos de nossos "sonhos de beleza" são a sustentação da indústria da vaidade.


8-) Qual dos itens abaixo sintetiza melhor as idéias do texto?

a-) O texto faz uma crítica ao narcisismo.

b-) O texto discute e critica os comportamentos narcisistas de uma sociedade competitiva.

*c-) O texto denuncia a manipulação dos meios de comunicação, que criam necessidades de consumo relacionadas a padrões de beleza.

*d-) O texto faz uma crítica à mentalidade narcisista, consumista e competitiva da sociedade — largamente difundida pelos meios de comunicação —, que tem transformado o prazer comprado na única forma válida de prazer.
Postado por Professor Anderson J. de Paula às 16:41 0 comentários

Nathália disse...

1)
O prazer consiste em descansar,desligar-se e relaxar

b)Sim, é só ela relaxar se divetir com os amigos /,os melhores prazeres são de graça.
c)O prazer fisico ou comprado por causa do mundo de hoje é muito evoluido.
2)
a)os meis de comunicação enfluenciam muito no prazer comprado.
b)o NASCISESIMO explica nossa ânsia pela fama e pela posição social.
3)
a)Não as pessoas só querem ter beleza e vaidade
b)Não,pois uma coisa liga a outra.
4)O primeiro trecho.
b)O segudo trecho.
5)Sim, o primeiro está relacionado ao mundo pessoal da pessoas e o segundo ao mundo lá fora.
6)
a)Pois isso mostrava que elas trabalhavam.
b)Pois qualquer mulher mais morena era motivo de escravidão e trabalho.
c)Na minha opinião é ser simpatica, alegre,usar roupas discretas ou discoladas , estar sempre na moda e sempre usar um brilho nos lábios
d)Hoje é bem diferente de antigamente.
7)
a)Letra C
8)Letra D