quarta-feira, 30 de abril de 2008

9º ano (8ª série) - Texto: Eu sei, mas não devia

Queridos amigos,

Conforme combinado, seguem as questões para interpretação do texto para serem respondidas até 03/05/2008 às 19h30m.


1. A crônica apresenta uma questão relacionada ao cotidiano do homem urbano na atualidade.


a) Qual é essa questão?

b) Que situações, acontecimentos e atitudes apontados no texto, no seu entender, a maioria das pessoas se habitua a ver sem refletir sobre elas?

c) Na sua opinião, por quer a maioria das pessoas acostuma-se a agir assim?^


2. No texto, a cronista não se limita a descrever imparcialmente o cotidiano do homem urbano moderno; ela narra expondo suas idéias e sua emoção a respeito dele.


a) Que frase evidencia a consciência da cronista sobre o assunto?

b) Como ela se mostra diante das situações relatadas na crônica?


3. Nesse texto, a cronista apresenta seu ponto de vista sobre o fator de o ser humano acostumar-se a morar em apartamentos com janelas que têm vista para muros e paredes.


a) Qual a conseqüência dessa situação?

b) Na sua opinião, que outras situações do cotidiano podem ter essa mesma conseqüência para as pessoas?


4. No quinto parágrafo, refere-se a comportamentos que fazem parte da rotina das pessoas.


a) Que fatores justificam esses comportamentos, segundo ela?

b) Que frase nete parágrafo resume (sintetiza) a vida dee quem age assim?


5. No sexto parágrafo, a cronista revela o que pensa sobre a publicidade.


a) Qual é a tese (idéia) dela?

b) Você concorda ou discorda do ponto de vista apresentado? Por quê?


6. O sétimo parágrafo é dedicado à poluição.


a) Que recurso, na construção do texto, a cronista emprega para sensibilizar o leitor?

b) Das situações apresentadas, qual mais o (a) sensibilizou? Por quê?



Bom trabalho a todos.

Professor Anderson.

30 de abril de 2008.

3 comentários:

Anônimo disse...

LEWRE

1 a)As pessoas não estão assimilando as coisas sem refletir.

b)Acordar cedo atrasado, tomar café de pé, ler jornal no ônibus, entre outras infinitas situação.

c) Isso se torna parte da vida de um ser humano moderno que fica difícil não acostumar com essa rotina.

2
a) A gente se acostuma a coisas demais, para não sofrer
b) Se mostra como se tudo fosse normal parra não sofrer



3a)A gente se acostuma com a rotina, sem questionar o mundo para poupar a vida, deixando de viver intensamente passando a ser robôs

b)È porque as pessoas só tem sua rotina e mais nada elas não sente amor não tem sentimentos.

4. a) A tomar café correndo porque está atrasado,ler jornal no ônibus porque não pode perder tempo da viagem etc.
b) È procurar mais trabalho para ganhar mais dinheiro para ter com que pagar nas filas em que se cobra .

5a) Que as pessoas são manipuladas a tudo
b) Discordo pois temos que saber nos controlar com os anúncios.

6a) Que as pessoas não estão mais preocupadas com a natureza.
b)“Acostumam a não ouvir passarinhos a não colher frutas do pé e a não ter sequer uma planta ”.As pessoas não querem sentir a natureza em sua volta

Tulio disse...

1) a) A questão da pressa, da vida corrida, a qual nos acostumamos e “deixamos de viver.”
b) As besteiras da músicas e as bactérias da água.
2) a) A gente se acostuma para poupar a vida.
b) Ela se mostra criticando esse método de viver, sempre com pressa, nos “impedindo de viver.”
3) a) A pessoa fica fadada aos seus afazeres na cidade grande e sempre apertada, o que impede o contato com a natureza.
b) Todos nós nos acostumamos aos enlatados das fábricas, como o pêssego, que muito bom no pé, nós o comemos nas latas alem do bronzeamento artificial, que nos impede de tomar Sol na dose certa, o que para a nossa saúde.
4) a) Da pessoa estar acostumada com tudo, as guerras, fome, e todas as desgraças mais.
b) “A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre as guerras. E aceitando a guerra aceita os mortos, e que haja números para os mortos.
5) a) A tese é que essas propagandas e essas infinidades de produtos nos lançam a comprar e comprando nos endividamos cada vez mais.
b) Sim, a ilusão das propagandas nos “fascinam” e essa “fascinação” nos leva a gastar, e gastando temos que trabalhar para pagar os gastos, e esse trabalhar nos leva a essa vida corrida.
6) a) Ela fez uma crônica que fala sobre o dia-dia das pessoas. Ela nos fez refletir, pois nos acostumamos a tudo inclusive a essa vida “virtual’.
b) “Que aos poucos se gasta, e que, de tanto se acostumar, se perde de si mesma”.
Essa frase me sensibilizou, pois de tanto acostumarmos a esse modo de vida, quando voltamos a um modo de vida saudável, nos damos conta que estamos completamente perdidos.

Igor Nascimento disse...

1-a) Mostra que a gente sabe de todos os problemas causados no cotidiano urbano do homem, mas não devia e sim tomar as medidas necessárias. ”Gente apressada, comendo de pé, buzinas de carros, poluição sonora, poluição visual... Cenas de um cotidiano que a maioria das pessoas moradoras de grandes centros urbanos assimila sem refletir: Por que isso acontece?”.

b ) As pessoas acostumam por necessidade e precisão.”Eu sei mas a gente acostuma.Mas não devia.”,”A gente se acostuma a morar em apartamento de fundo”,”A tomar café correndo porque está atrasado.A ler jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem.A comer sanduíches porque não dá pra almoçar.”

c)Porque á necessidade e precisão.


2- a)"Eu sei mas não devia"
b)Ela mostra seu ponto de vista e sua critica , á presa das pessoas dos grandes centros urbanos.

3- a) A conseqüência é ruim, causa problemas á saúde.Falta de luz solar, ar e amplidão.

b)A presa ao cotidiano do homem urbano na atualidade.

4- a)A grande falta de tempo,”porque está atrasado”, “porque não pode perder o tempo da viagem”, porque não dá para almoçar”,porque falta dinheiro, porque á precisão de trabalhar.

b)"A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir o telefone:hoje não posso ir."

5- a) Ela defende a ideia de que a presa é inimiga da perfeição, que não deviamos ter esta vida agitada e sim aproveita-la da melhor maneira possivel.

b)Concordo.Pois viver bem faz bem.

6- a) Ela utiliza a questão que a gente sabe mas não devia,que sabe que ta errado mas não corrige.Critica também as questão do cotidiano urbano, a publicidade, a poluição e o modo como as pessoas se acostumam.

b)As verídicas criticas a poluição, pois mostram a realidade e á critica no decorrer da crônica.