terça-feira, 17 de junho de 2008

8º ANO (7ªSÉRIE) TEXTO: CORDEL ADOLESCENTE, Ó XENTE!

Seguem em anexo as questões referentes ao texto.

Conforme combinado, as respostas deverão ser postadas até dia 21/06/2008 às 19h


1. O cordel, uma narrativa em versos, é um tipo de texto elaborado para ser declamado ou cantado.

a) O texto que você leu se inicia com uma apresentação. Quem se apresenta ao leitor/ouvinte? Qual o seu nome e o que faz?

b) Qual é a estratégia empregada pela cordelista para atrair a atenção das pessoas para o seu cordel?

c) Qual é o tema do cordel?


2. Na 4ª estrofe, a narradora começa a contar a história da garota que amava um cangaceiro.

a) Que aspectos do cangaceiro são ressaltados nessa estrofe?

b) Que expressão tipicamente nordestina é usada para qualificar o cangaceiro?

c) Transcreva a expressão da linguagem oral empregada pela narradora. Que significado ela adquire no contexto?


3. Ao referir-se à mocinha da história, na 5ª e 6ª estrofes, a narradora não a identifica claramente. Por que ela utiliza esta estratégia?


4. A primeira vez que Bertulina viu o cangaceiro, algo aconteceu.

a) Que imagem representa o despertar do amor em Bertulina?

b) Que verso expressa a emoção incontida desse momento?

c) Que efeito de sentido é decorrente dessa escolha?


5. O cangaceiro é caracterizado na 9ª estrofe.

a) Que versos mostram o seu jeito de ser?

b) O que esse trecho revela sobre as características do cangaceiro?


6. A 11ª estrofe narra o momento em que explode a paixão de Bertulina.

a) Que substantivos empregados nessa estrofe podem ser associados às sensações vividas por Bertulina?

b) Que sentido os substantivos empregados nessa estrofe atribuem ao momento narrado e consequentemente ao sentimento de Betulina?


7. Na 13ª estrofe, Bertulina, após o beijo, afirma estar assustada.

a) Qual a preocupação dela em relação ao beijo?

b) Na fala de Bertulina, o que as reticências podem revelar?


8. Doralice e Bertulina são a mesma pessoa.

a) Que pistas, no texto, podem levá-lo a concluir isso?

b) Com que objetivo a narradora pode ter usado essa estratégia na sua história.



Sugestões:


Assistiam aos filmes:


“Um lugar chamado Nottig Hill” ou “Lisbela e o prisioneiro”


São filmes que retratam amores impossíveis.


Bom trabalho a todos.

11 comentários:

lara morial disse...

1- a) Doralice, vende cordel na feiras.
b) Falar tudo rimando.
c) Adolescência

2- a) Um cabra da peste, valentão do Nordeste.
b) Cabra da peste.
c) Virge Maria.

3- Para atrair aos leitores.
4- a) Bertulina assustada com o beijo do cangaceiro.
b) '' Eu não sei o que que eu faço, minha boca está molhada
como o orvalho da flo...''
c)

5- a) 1º e 2º verso.
b) Que ele era bonito.

6- a) Fogo e brasa.
b) Que a paixão estava acendendo no peito de Bertulina.

7- a) Se avia amor.
b)

8- a) Que todo fato acontecido no dia dela ela colava no papel e ia vender seu cordel na feira, e essa história foi o dia em que ela se apaixonou pelo cangaceiro.
b) Para mostrar o que é de fato um cordel.

Rodolfo disse...

1-a)Quem se apresente é uma mocinha
nordestina,chamada Doralice de tre-
ze anos.Conta e reconta o que diz e
vende cordel em feiras lindas do
longe onde a poesia se esconde.
b)A estrategia usada pela cordelis-ta era para quem passasse no
defronte daquilo que ela vendia,pa-rava e lhe escutava,pois era mocinh
falante,e declamava o que escrevia.
c)O tema do cordel fala sobre um
menina chamada Bertulina,que se
apaixona por um cangaceiro curtido e sertanejo,que um dia lhe roubou
um beijo.
2-a)“Era um tal cabra da peste,um valentão do Nordeste que montava a ventania,trazia susto e coragem por cada canto que ia".
b)"Cabra da peste".
c)?
3)Pois ela tinha medo de contar que
a tal menina era...toda fantasia.
4)a-A imagem representada era de olhos de lonjuras,verduras de olhar
miragens, chapéu de couro, fação
de abrir caminhos,viagens.
b)O verso é: Ai,xente!
c)O efeito era de estrelas faiscan-
tes,nos dentes do seu sorriso.
5)a-"tinha olhar miragens,chapéu
de couro, facão de abrir caminhos,
viagens!
b)As características era de um ver
dadeiro cangaceiro.
6)a-"trovão,faísca,fogo,brasa,fós
foro,e ilumina.
b)O sentido de ela estar apaixonada.
7)a-A preocupação dela era de ela
ser ainda muito menina e nunca ter
sido beijada.
b)As reticencias podem revelar que
ela nem pode se escapar do beijo.
8)a-A única pista era a de que
Bertulina e Doralice eram aindas
mocinhas,muito novas.
b)Com o objetivo de o próprio lei
tor perceber.

Luís Felipe disse...

Luís Felipe Gomes Molina:

1.a) Quem se apresenta é uma mocinha nordestina denominada Doralice. Ela trabalha vendendo seu próprio cordel nas feiras.

b) Ela usava a seguinte estratégia: declamava o que escrevia no cordel para as pessoas que passavam na rua.

c) O tema é um amor impossível entre uma menina chamada Bertulina e um cangaceiro.

2.a) Os aspectos ressaltados são: valente, montava em um cavalo muito rápido, levava susto e coragem para cada canto que ia.

b) Cabra da Peste.

c) Virge Maria! Ela serve para fazer um par de rimas e para mostrar que a narradora estava impressionada com o cangaceiro.

3) Para despertar curiosidade no leitor e falar que a tal menina era pura fantasia.

4.a) Um dia de azul e noite.

b) “Um luar se balançava num cordel adolescente”.

c) Mostra que a história de Bertulina estava em um cordel tipicamente pendurado em um varal, “balançando”.

5.a) “Tinha olhos de lonjuras, verduras de olhar miragens, chapéu de couro, facão de abrir caminhos, viagens!”

b) Ele era um homem desbravador, que viajava muito.

6.a) “Trovão”, “faísca”, “fogo”, “brasa”, “fósforo”.

b) Uma “explosão”, ou uma “fogueira” de sentimentos em Bertulina.

7.a) Se o beijo foi por amor.

b) Pode significar que ela está assustada e ofegante com o beijo e pode representar que ela pode estar sendo beijada novamente.

8.a) Ela coloca características de si mesmo em Bertulina além de na 21ª estrofe revelar seu nome completo: Doralice Bertulina do Sertão.

b) Mostrar que se pode contar histórias de si mesmo trocando as personagens e colocando uma inventada, não revelando que foi o autor, no caso, que vivenciou essa experiência relatada.

Raquel Garrido disse...

Professor Anderson, este texto é maravilhoso! Estou realmente encantada! Bom trabalho!
Raquel Garrido.

Arthur Silva freitas disse...

1.O cordel, uma narrativa em versos, é um tipo de texto elaborado para ser declamado ou cantado.
a) O texto que você leu se inicia com uma apresentação. Quem se apresenta ao leitor/ouvinte? Qual o seu nome e o que faz?
Seu nome é Doralice. Ela vende seus cordéis na feira.
b) Qual é a estratégia empregada pela cordelista para atrair a atenção das pessoas para o seu cordel?
Ela fala tudo rimado.
c) Qual é o tema do cordel?
Tudo o que acontece.
2. Na 4ª estrofe, a narradora começa a contar a história da garota que amava um cangaceiro.
a) Que aspectos do cangaceiro são ressaltados nessa estrofe?
Cabra da peste, valentão do Nordeste, montava a ventania.
b) Que expressão tipicamente nordestina é usada para qualificar o cangaceiro?
Cabra da peste.
c) Transcreva a expressão da linguagem oral empregada pela narradora. Que significado ela adquire no contexto?
Ai não parece de uma nordestina falando.
3. Ao referir-se à mocinha da história, na 5ª e 6ª estrofes, a narradora não a identifica claramente. Por que ela utiliza esta estratégia?
Para não contar de quem ela estava falando.
4. A primeira vez que Bertulina viu o cangaceiro, algo aconteceu.
Ela ficou muito assustada.
a) Que imagem representa o despertar do amor em Bertulina?
De estrelas faiscantes quando ela avistou o moço.
b) Que verso expressa a emoção incontida desse momento?
No parágrafo dez.
c) Que efeito de sentido é decorrente dessa escolha?
Porque ela estava vendo estrelas.
5. O cangaceiro é caracterizado na 9ª estrofe.
a) Que versos mostram o seu jeito de ser?
O segundo, o terceiro, o quinto.
b) O que esse trecho revela sobre as características do cangaceiro?
Que ele parecia ser muito bonito.
6. A 11ª estrofe narra o momento em que explode a paixão de Bertulina.
a) Que substantivos empregados nessa estrofe podem ser associados às sensações vividas por Bertulina?
”Tinha fogo, tinha brasa”
b) Que sentido os substantivos empregados nessa estrofe atribuem ao momento narrado e consequentemente ao sentimento de Betulina?
O moço.
7. Na 13ª estrofe, Bertulina, após o beijo, afirma estar assustada.
a) Qual a preocupação dela em relação ao beijo?
Porque ela nunca tinha dado um beijo.
b) Na fala de Bertulina, o que as reticências podem revelar?
Que ela nunca tinha ganhado um beijo de uma pessoa.
8. Doralice e Bertulina são a mesma pessoa.
a) Que pistas, no texto, podem levá-lo a concluir isso?
Porque as duas tinha sido beijadas.
b) Com que objetivo a narradora pode ter usado essa estratégia na sua história.
Para chamar a atenção do leitor.

Letícia disse...

1.a) Quem se apresenta é uma mocinha nordestina chamada Doralice,ela escreve muitos livros e vende seu cordel.
1.b) Para atrair a atenção das pessoas para o seu cordel, Doralice declamava o que escrevia .
1.c)Esse cordel narra a história de uma adolescente que se apaixona , como tantas outras.

2. a) Na 4ª estrofe a autora ressalta que o cangaceiro era um cabra da peste,valentão do Nordeste,e trazia susto e coragem por onde ia.
2.b) A expressão tipicamente nordestina usada para qualificar o cangaceiro é "cabra da peste".
2.c) A expressão da linguagem oral empregada pela narradora é "ó xente".
3. Para prender a atenção do leitor ,e porque Bertulina era apenas uma fantasia.
4.a)O cangaceiro em seu cavalo.
4.b) "Fósforo que queima e risca o escuro e ilumina a paixão em Bertulina."

5. a) " Tinha olhos de lonjuras, verduras de olhar miragens, chápeu de couro,facão de abrir caminhos,viagens."
b) Revela que o cangaceiro viajava muito

6. a) Trovão,faísca,fogo,brasa.
6.b)Os substantivos empregados nessa estrofe atribui ao momento narrado que foi tudo muito rápido.
7. a) Bertulina não sabia o que fazer , e ficou preocupada pelo fato de não saber se o gesto louco teve um pouco de amor,e se nela o beijo pousou.
8. a) No fim do texto a autora fala que se chama Doralice Bertulina.

Leuma disse...

1 a)Quem se apresenta é a escritora do cordel,Doralice.
B)O que chama a atenção é o ritmo e os desenhos.
c)o primeiro amor de uma adolescente chamada Brtulina e a paixão por um cangaceiro.
2 A)Fala do cangaceiro como alguem muito valente,como um heroi.
b)Cabra da peste.
c)De um homem corajoso,valente.
3)Ela ultiliza essa estrategia para não espor a verdadeira dona da historia,que é ela.
4 a)"Fósforo que queima e risca o escuro e ilumina a paixão de Bertulina!!
5 a)"Era um cabra cangaceiro ,curtido e setanejo"
b)Que era valente e vivia viajando.
6)a)Fogo,queima,trovão,faísca.
b)Á paixão que surgiu em Bertulina se assemelha a um fogo que queima,á uma faisca,e trovão,se refere a surpresa que ela teve ao ve-lo.
7 a)Ela esta preoculpada, porque está em duvida se aquilo foi por impulso,ou se ele realmente sente amor por ela.
b)Elas podem revelar certa duvida.
8 A)Nós podemos saber nas partes em que ela quase revela a identidade da garota,que é ela mesmo.
b)Ela ultilizou essa estrategia,para não se espor.

Régis Garrido disse...

1-(a) Ela é uma mocinha nordestina chamada Doralice, vendedora de cordel nas feiras.
(b)- Ela conversa bastante e conta histórias para chamar a atenção dos clientes.
(c) -O tema e sobre uma menina que contou sobre a primeira vez em que se apaixonou por um cangaceiro.
2-(a) -Ela conta q era um cabra da peste um valentão do nordeste que montava ventania trazendo susto e coragem por cada canto que ia.
(b)- É a expressão cabra da peste, valentão do Nordeste.
(c)-Virge Maria! Adquire idéia de entusiasmo por quem era e o que fazia o cangaceiro.
3-Ela utiliza esta estratégia para que as pessoas não descubram que a menina da história era ela mesma.
4-(a) – Um dia de azul e noite, pernoite de cavalgada e Bertulina via o moço galopando.

(b)- Ai Xente! Um luar se balançava num cordel adolescente.

(c)- Era a primeira paixão de uma adolescente por um bravo e corajoso moço.

5-(a) Versos 9 e 10
(b) – Que ele era valente e mostrava sua bravura por onde passava.

6-(a)- Trovão e faísca, fogo e brasa.

(b)- Indicam que seu coração batia mais forte e que seus olhos brilhavam como faíscas.

7-(a) Sua preocupação foi por que ela não o conhecia e não sabia se no beijo que ganhou havia amor.
(b) Podem revelar que ela deveria dizer alguma coisa mas não disse.
8-(a) No verso 21 quando ela diz: eu me chamo Doralice Bertulina do sertão.
Comigo só tem poesia se rimar no coração.
(b) Para que as pessoas não desconfiassem que era ela mesma a moça da história, e que as pessoas podem escrever a própria história.


Régis Garrido Barbosa

kallyne gomes disse...

1)a-doralice bertulina , vendedora e escritora de cordel.

b)rima em tudo que ela fala .

c)a garota que amava o cangacero .

2)a) valentão

b)cabra da peste

c) virge maria --forma de espressar o medo.

3)para deixar as pessoas que leêm anciosas para descobrir quem é a mocinha.

4)...

5 )a)tinha olhos de lonjuras,chapeu de couro.

b)que ele era muito esperto

6)a)tinha fogo,tinha brasa ,fósforo que queima e risca o escuro e ilumina..

b) que estava tudo "ardendo"

7)a) se era verdadeiro

8)...

Estéfany Queiroz Olivares disse...

1)a-Doralice, Escreve cordel e vende.
b-Fala tudo com rima , e ercreve só fatos acontecidos.
c-De uma moça que nunca beijou e que um cangaceiro robou dela o seu primeiro beijo.
2)a-Que era um moço valentão.
b-Cabra da peste.
c-Virgem Maria- exprssava seu medo perante ao cangaçeiro.
3)Porque ela queria dexar para contar mais ro final , e no final da historia a tal "moça" era ela.
4)a-Um fósforo que queima e risca o escuro e ilumina a paixão em Bertulina.
b-O ultimo verso da estrofe 11.
c-
5)a-"Era um cabra cangaceiro"
b-Que o cangaceiro fazia muitas viagens.
6)a-Trovão, Faísca,Fogo,Brasa,Escuro,Ilumina.
b-Que ela estava inteiramente apaixonada.
7)a-Que ela nunca havia beijado.
b-Que poderia ser ruim ou bom.
8)a-A parte em que ela não quis contar o nome da menina , para deixar para o final.
b-Para deixar as pessoas com vontade de saber quem é a menina.

igor disse...

s1.a)Uma mocinha nordestina de treze anos de idade que vende seu cordel.
(b) Ela declamava o que escrevia.
(c) Cordel adolescente ó xente!
2.a)Chapéu de couro, facão, olhos de lonjuras, etc.
(b) Cabra da peste, um valentão do nordeste.
(c) De dar intenção de que o cangaceiro era malvado.
3.Para causar interesse ao leitor.
4.a)A imagem de um fósforo que queima e risca o escuro e ilumina a paixão em Bertulina .
(b) O 4º verso na 12ª estrofe.
(c) De que ela tava querendo e ninguém poderia segurar.
5.a)O terceiro e o quarto.
(b) Que ele era um moço inteligente que olhava para frente e que era um jovem.
6.a)Paixão e fogo.
(b) Que ela estava fogosa com paixão ardente.
7.a)Que ela era muito moça ainda criança e nunca tinha sido beijada.
(b) Para dar o sentido de muita coisa que isso realmente era verdade.
8.a)Porque no final fala `"eu me chamo Doralice Bertulina do sertão..."
(b) Para dar mais ênfase.