quarta-feira, 7 de maio de 2008

6º ano (5ª série) - Texto: Mila

Queridos amigos, seguem as questões referentes ao texto desta semana.

Conforme combinado, até dia 11-05-2008 às 14h

1) Nesse texto, o cronista revela o enorme sentimento de amor entre ele e seu cão, do momento da adoção até o dia em que o levou para o sacrifício.


a) Que trecho do texto revela o primeiro e o último contato entre o cronista e seu cão?

b) Você já viveu ou vivencia experiência semelhante?


2) Com que propósito, na sua opinião, o cronista publicou essa história em um jornal?


3) É comum a idéia de que são as pessoas que escolhem os seus animais de estimação. Segundo o cronista, no momento da adoção foi Mila que o escolheu como dono.

a) Por que você acha que o cronista inverteu essa idéia?

b) Em que outro momento o cronista confirma essa idéia?


4) Leia os versos a seguir. A partir da idéia ou imagem que transmitem, estabeleça uma associação com alguma situação narrada na crônica de Cony.
Observação: para cada estrofe faça uma associação com a situação do texto, isto é, terá três associações.


a) "A estrela cadente
me caiu
ainda quente
na palma da mão.
[...]"
(Paulo Leminski)


b) "O vento está dormindo na calçada,
O vento enovelou-se como um cão...
Dorme, ruazinha... Não há nada..."
(Mário Quintana)

c) "Aquilo que ontem cantava
já não canta.
Morreu de uma flor na boca:
Não do espinho na garganta."
(Cecília Meirelles)



5) Localize, na crônica, expressões que caracterizam:

a) o narrador como carinhoso e amigo.

b) Mila como pequena e carinhosa.



Bom trabalho a todos.

10 comentários:

Eduardo disse...

1) Nesse texto, o cronista revela o enorme sentimento de amor entre ele e seu cão, do momento da adoção até o dia em que o levou para o sacrifício.


a) Que trecho do texto revela o primeiro e o último contato entre o cronista e seu cão?
R: O 1º parágrafo inteiro.

b) Você já viveu ou vivencia experiência semelhante?
R: Não.
2)Com que propósito, na sua opinião, o cronista publicou essa história em um jornal?
R: Para mostrar que essa história era bonito e interessante.

3) É comum a idéia de que são as pessoas que escolhem os seus animais de estimação. Segundo o cronista, no momento da adoção foi Mila que o escolheu como dono.

a) Por que você acha que o cronista inverteu essa idéia?
R: Talvez porque no momento que Mila seria adotada ela deve ter feito algo que mostrasse ao personagem que ela tinha gostado dele.

b) Em que outro momento o cronista confirma essa idéia?
R: No momento que Mila chegou nos joelhos do personagem...como se estivesse dando consolo para o dono.

4) Leia os versos a seguir. A partir da idéia ou imagem que transmitem, estabeleça uma associação com alguma situação narrada na crônica de Cony.
Observação: para cada estrofe faça uma associação com a situação do texto, isto é, terá três associações.


a) "A estrela cadente
me caiu
ainda quente
na palma da mão.
[...]"
(Paulo Leminski)
R: O momento em que o personagem pega Mila nas mãos.

b) "O vento está dormindo na calçada,
O vento enovelou-se como um cão...
Dorme, ruazinha... Não há nada..."
(Mário Quintana)
R: quando ele sentia medo do vento.

c) "Aquilo que ontem cantava
já não canta.
Morreu de uma flor na boca:
Não do espinho na garganta."
(Cecília Meirelles)
R: Quando Mila morreu.


5) Localize, na crônica, expressões que caracterizam:

a) o narrador como carinhoso e amigo.
R: O momento em que ele a beija chorando e quando ele a leva para seus braços e lhe dá um abraço forte.

b) Mila como pequena e carinhosa.
R: Na primeira vez em que ele a pega nas mãos e no dis em que ela o olha nos olhose o aceita.

Igor Gabriel disse...

1) a) Primeiro=> “... Era pouco maior do que minha mão: por isso eu precisei das duas para segura-la, 13 anos atrás. E, como eu não tinha muito jeito, encostei-a ao meu peito para que ela não caísse...”

Último => “Levei-a, em meus braços, apoiada em meu peito. Apertei-a com força, sabendo que ela seria maior do que a saudade”

b) Sim. Eu vivo com meu cão (Spike) e ele representa para mim um dos maiores tesouros que a vida pode me dar.

2) Eu acho que ele publicou essa história, por ser muito bonita e para demonstrar o verdadeiro sentimento de amor e amizade que o dono tem pelo seu animal.

3) a) Eu acho que o cronista inverteu a idéia, pois tanto Mila quanto Seu dono, sentiram desde o inicio uma ligação de amor e amizade no coração de cada um.

b) No final do primeiro parágrafo e no começo do último parágrafo.

4)a)“...Encostei-a no meu peito para que ela não caísse, simples apoio nessa primeira vez.Gostei desse calor e acredito que ela também...”

b) “...Dormimos muitas noites juntos, a patinha dela em cima do meu ombro.Tinha medo de vento...”

c)”Levei-a, em meus braços, apoiada em meu peito. Apertei-a com força, sabendo que ela seria maior do que a saudade”

5) a) “...encostei-a em meu peito para que ela não caísse..”
“... com seus olhinhos cor de mel, bonita como nunca, mais que amada de todas, deixou que eu a beijasse chorando...”

b) ”Era pouco menor que minha mão...”
“... Quando meu pai morreu, ela se chegou, sólidaria,encostou sua cabeça em meu joelho...”

Entre no meu blog www.igorgabrielso.blogspot.com

Anônimo disse...

1) Nesse texto, o cronista revela o enorme sentimento de amor entre ele e seu cão, do momento da adoção até o dia em que o levou para o sacrifício.


a) Que trecho do texto revela o primeiro e o último contato entre o cronista e seu cão?
Ela era a mais amada de todas,deixou que a beijasse.Talvez ela tenha compreendido.Bem maior que minha mão,bem maior do que meu peito,levei-a até o fim.
b) Você já viveu ou vivencia experiência semelhante?
Não.

2) Com que propósito, na sua opinião, o cronista publicou essa história em um jornal?
Para que todos ficassem sabendo.
3) É comum a idéia de que são as pessoas que escolhem os seus animais de estimação. Segundo o cronista, no momento da adoção foi Mila que o escolheu como dono.

a) Por que você acha que o cronista inverteu essa idéia?Pois MIla gostou dele.
b) Em que outro momento o cronista confirma essa idéia?
"Até o último momento,olhou para mim , me escolhendo e me aceitando .Levei-a , em meus braços, apoiada em meu peito.Apertei-a com força , sabendo que ela seria maior do que a saudade."

4) Leia os versos a seguir. A partir da idéia ou imagem que transmitem, estabeleça uma associação com alguma situação narrada na crônica de Cony.
Observação: para cada estrofe faça uma associação com a situação do texto, isto é, terá três associações.


a) "A estrela cadente
me caiu
ainda quente
na palma da mão.
[...]"
(Paulo Leminski)
"Era pouco maior do que minha mão : por isso eu precisei das duas para segurá-la."

b) "O vento está dormindo na calçada,
O vento enovelou-se como um cão...
Dorme, ruazinha... Não há nada..."
(Mário Quintana)
"Dormimos muitas noites juntos, a patinha dela em cima do meu ombro .Tinha medo de vento."
c) "Aquilo que ontem cantava
já não canta.
Morreu de uma flor na boca:
Não do espinho na garganta."
(Cecília Meirelles)
"Quando o meu pai morreu , ela se chegou , solidária , encostou sua cabeça em meus joelhos."


5) Localize, na crônica, expressões que caracterizam:

a) o narrador como carinhoso e amigo.
Foram 13 anos de chamego e encanto.
b) Mila como pequena e carinhosa.
Encostou sua cabeça em meus joelhos.


Bom trabalho a todos.


Sávio...

juliana disse...

1) Nesse texto, o cronista revela o enorme sentimento de amor entre ele e seu cão, do momento da adoção até o dia em que o levou para o sacrifício.


a) Que trecho do texto revela o primeiro e o último contato entre o cronista e seu cão?
“Era pouco maior do que a minha mão: por isso eu precisei das duas mãos para segura – la, 13 anos atrás.”
b) Você já viveu ou vivencia experiência semelhante?
Não, nunca.

2) Com que propósito, na sua opinião, o cronista publicou essa história em um jornal?
Para mostrar para as pessoas que animais podem ter sentimentos, e viver a vida toda com ele.

3) É comum a idéia de que são as pessoas que escolhem os seus animais de estimação. Segundo o cronista, no momento da adoção foi Mila que o escolheu como dono.

a) Por que você acha que o cronista inverteu essa idéia?
Porque há pessoas que escolhem os animais, por que eles se indetificam , pois tanto Mila quanto o autor se gostam um do outro.
b) Em que outro momento o cronista confirma essa idéia?
Quando diz: “Até o último momento, olhou para mim me escolhendo e me aceitando.”

4) Leia os versos a seguir. A partir da idéia ou imagem que transmitem, estabeleça uma associação com alguma situação narrada na crônica de Cony.
Observação: para cada estrofe faça uma associação com a situação do texto, isto é, terá três associações.


a) "A estrela cadente
me caiu
ainda quente
na palma da mão.
[...]"
(Paulo Leminski)
“Era pouco maior do que a minha mão: por isso eu precisei das duas para segura-la, 13 anos atrás. E, como eu não tinha muito jeito, encostei no meu peito para que ela não caísse, simples apoio nessa primeira vez.”

b) "O vento está dormindo na calçada,
O vento enovelou-se como um cão...
Dorme, ruazinha... Não há nada..."
(Mário Quintana)
“Foram 13 anos de chamego e encanto. Dormimos muitas noites juntos, a patinha dela em cima do meu ombro. Tinha medo de vento. O que fazer contra o vento¿ Amá-la – Foi a resposta e também acredito que ela entendeu isso.
c) "Aquilo que ontem cantava
já não canta.
Morreu de uma flor na boca:
Não do espinho na garganta."
(Cecília Meirelles)
” Levei- a em meus braços, apoiada em meu peito. Apertei-a com força, sabendo que ela seria maior do que a saudade”
5) Localize, na crônica, expressões que caracterizam:

a) o narrador como carinhoso e amigo.
“Entre as coisas do coração certamente estão as lembranças dos momentos de carinho, as demonstrações de amizade e de mor de quem um dia partiu.”
b) Mila como pequena e carinhosa.
“ Quando meu pai morreu, ela se chegou, solidária, encostou sua cabeça em meus joelhos, não exigiu a minha festa, não queria disputar espaço, ser maior do que a minha tristeza.”

Julyana Paula de F. Marcone – 5ª série

juliana disse...

OI anderson gostei muito desse texto parabéns, pois aprendi mais sobre crônicas.



Julyana - 6º ano

Kamila disse...

1 a)“Era um pouco maior que minha mão: por isso eu precisei das duas para segurá-la, 13 anos atrás. E como eu não tinha muito jeito, encostei-a ao meu peito para que ela não caísse, simples apoio nessa primeira vez.” Esse foi o primeiro contato.
b)“Até o último momento, olho para mim, me escolhendo e me aceitando. Levei-a, em meus braços, apoiada em meu peito. Apertei-a com força, sabendo que ela seria maior do que a saudade.” Esse foi o ultimo encontro.
c)Não.
2) Em minha opinião o cronista deve ter publicado essa história em um jornal para que não aconteça mais algo desse tipo com os animais.
3)a)Eu acho que o cronista deve ter invertido essa idéia para ficar um texto diferente, original.
b)Um outro momento que o cronista confirma essa idéia é quando fala “No sábado,olhando-me nos olhos, com seus olhinhos cor de mel, bonita como nunca, mais que amada de todas, deixou que eu a beijasse chorando.”O normal é nós seres humanos que deixamos os animais nos beijarem não eles a nós.
4)a)A associação da letra A é quando ainda pequenina Mila é adotada pelo autor.
b)A associação da crônica da letra B é quando fala que o autor está com medo do vento e quando ele passou a amar Mila ele perdeu esse medo.
c)A associação da letra C é quando a Mila morre.
5) a)”Dormimos muitas noites juntos, a patinha dela em cima do meu ombro.
b)”Dias depois, quando abriu os olhinhos, olhou-me fundamente:escolheu-me para dono.
Kamila Queiroz Freitas.

Anônimo disse...

1=(a) ‘Era pouco maior do que a minha mão: por isso eu precisei das duas para segurá-la, 13 anos atrás.’
b)Quase, quando o meu avô morreu.
2=(a) As lembranças dos momentos de carinho, amizade e amor de quem partiu e que ficamos com saudade.
3=(a) Eu achei interessante e legal porque não ficou tão repetitivo quanto os outros.
b)Formamos, ela e eu, uma dupla dinâmica contra as ciladas que se armam.
4=(a) quando a cadela caiu na mão dele.
b)Ele tinha medo do vento.
c)Ele não tinha mais a cadela.
5=(a) ‘E, como eu não tinha muito jeito, encostei-a ao meu peito para que ela não caísse, simples apoio nessa primeira vez.’
b)’Ela se chegou, solidária, encostou sua cabeça em meus joelhos.
OBRIGADA
Priscila

Anônimo disse...

1.a)No inicio do texto quando ele revela as características de Mila e no fim quando ele revela que vai sintir saudade de Mila.
b) Sim.

2) Com o propósito de mostrar o amor de um humano e um animal.

3) É comum a idéia de que são as pessoas que escolhem os seus animais de estimação. Segundo o cronista, no momento da adoção foi Mila que o escolheu como dono.

3.a) Por que hoje em dia as pessoas escolhem seu animais de estimação pela raça, se ela é bonito ou feio etc. E no texto ele mostra que por mais que Mila seja bem pequeno ele ainda o escolheu.

b) Quando ele diz que Mila era muito pequeno.

4.a) "A estrela cadente
me caiu
ainda quente
na palma da mão.
[...]"
(Paulo Leminski)

b) "O vento está dormindo na calçada,
O vento enovelou-se como um cão...
Dorme, ruazinha... Não há nada..."
(Mário Quitanda)

c) "Aquilo que ontem cantava
já não canta.
Morreu de uma flor na boca:
Não do espinho na garganta."
(Cecília Meirelles)

5.a) o narrador como carinhoso e amigo.
“Até o ultimo momento, olhou para mim, me escolhendo e me aceitando. Levei-a, em meus braços, apoiada em meu peito. Apertei-a com força, sabendo que ela seria maior que a saudade.”
b) Mila como pequena e carinhosa.
“Era pouco maior do que minha mão: por isso eu precisei das duas para segura-la,13anos atrás. E, como eu não tinha muito jeito, encostei-a em meu peito para que ela não caísse, simples apoio nessa primeira vez. Gostei desse calor e acredito que ela também. Dias depois, quando abriu os olhinhos,olhou-me fundamente, escolheu-me como dono.
Pior:me aceitou ” Michele Queiroz Balech

Hugo disse...

1-a- No início é quando ele diz que precisou das duas mãos para segurá-la, e no fim quando ele diz que ela olhou pra ele o escolhendo e o aceitando e ele diz que ela seria maior do que a saudade.
B- Não, nunca vivi uma experiência assim.
2- O propósito de comover as pessoas.
3-a- Porque ele se acostumou com Mila e a amou, com isso perdeu o medo do mundo.
B- “Tendo-a ao meu lado, eu perdi o medo do mundo e do vento...”
4-a- Que Mila apareceu na vida dele derepente.
B- Que ele tinha medo do vento, depois com Mila ele perdue o medo.
C- Que Mila foi embora mais ele ficou com saudade.
5-a- Quando ele diz que passaram a ser uma dupla dinâmica.
B- Quando ele diz que ela era um pouco maior que sua mão.

Anônimo disse...

Conforme combinado, até dia 11-05-2008 às 14h
danielle
1) Nesse texto, o cronista revela o enorme sentimento de amor entre ele e seu cão, do momento da adoção até o dia em que o levou para o sacrifício.


a) Que trecho do texto revela o primeiro e o último contato entre o cronista e seu cão?
O primeiro é o cronista escolhendo o cão, e o ultimo é que o cronista pega ele pelos braços
b) Você já viveu ou vivencia experiência semelhante?
Não

2) Com que propósito, na sua opinião, o cronista publicou essa história em um jornal?
Porque é uma historia muito legal

3) É comum a idéia de que são as pessoas que escolhem os seus animais de estimação. Segundo o cronista, no momento da adoção foi Mila que o escolheu como dono.

a) Por que você acha que o cronista inverteu essa idéia?
Porque se Não a que ele escolheria não gastasse dele
b) Em que outro momento o cronista confirma essa idéia?
Quando ele olha para elecom aqueles olhinhos

Professor não entendi
4) Leia os versos a seguir. A partir da idéia ou imagem que transmitem, estabeleça uma associação com alguma situação narrada na crônica de Cony.
Observação: para cada estrofe faça uma associação com a situação do texto, isto é, terá três associações.


a) "A estrela cadente
me caiu
ainda quente
na palma da mão.
[...]"
(Paulo Leminski)


b) "O vento está dormindo na calçada,
O vento enovelou-se como um cão...
Dorme, ruazinha... Não há nada..."
(Mário Quintana)

c) "Aquilo que ontem cantava
já não canta.
Morreu de uma flor na boca:
Não do espinho na garganta."
(Cecília Meirelles)